1 de maio de 2016

Por que a Lua possui tantas crateras? Você já pensou nisso?

Foto: Edvan Bandeira.

Diferente da Terra, a Lua não possui uma atmosfera que ajuda a desintegrar meteoros, portanto os meteoros ou asteroides que se dirigem a superfície lunar, acabam atingindo e provocando enormes crateras. O tamanho da cratera depende do tamanho do astro que o atingiu, por isso há vários tamanhos diferentes de crateras. A maioria delas ocorreram na formação do nosso Sistema Solar, há bilhares de anos atrás. Mas até hoje a Lua sofre com choques de meteoros.
O lado oculto da Lua possuem mais crateras que a parte visível, isso é devido a atração gravitacional da Terra, que atrai os  meteoros que provavelmente colidiriam com a face visível da Lua. Por causa da nossa atmosfera estes meteoros se desintegraram no espaço. Já que a Lua não tem vento, as crateras não somem. 
Foto tirada pela missão Apollo 11. Cratera Moltke. 

A princípio, os cientistas acreditavam que estas crateras foram causadas por erupções de vulcões. 


Cratera Tycho.
Uma cratera que se destaca muito é a Tycho, esse nome foi dado em homenagem ao astrônomo dinamarquês Tycho Brahe. A cratera Tycho é a maior cratera que está localizada na parte visível da Lua, podendo ser facilmente identificado pelo observador na Lua Cheia. E não é necessário o telescópio. 
Existe uma cratera em homenagem ao brasileiro Santos Dumont. Único brasileiro com este privilégio. Como podemos observar na imagem abaixo.

Cratera Santos Dumont. Via; Vaz Tolentino. 
Em 2013 mais uma cratera foi formada na Lua. Um meteoro chocou-se com a Lua, o clarão foi tão grande, que se alguém estivesse olhando para Lua no exato momento, poderia ter visto o clarão, mesmo sem telescópio.  (o vídeo abaixo explica sobre a colisão). 
Depois que a Nasa começou a monitorar os impactos na Lua, mais de 300 já foram identificados.


Veja também: Por que só vemos o mesmo lado da Lua. 


Fonte: http://mundoestranho.abril.com.br/materia/por-que-a-lua-tem-tantas-crateras

Nenhum comentário:

Postar um comentário